Sindicato dos nutricionistas do estado do Rio Grande do Sul filiada à FNN e vinculada à CNPL

Fique por dentro


SINURGS NO CONSANS. PREPARAÇÃO SOBRE CONFERÊNCIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR
28/05/2015

Povos tradicionais e quilombolas interagem em encontro preparatório municipal para a V CMSANS de Porto Alegre

Dezenas de entidades sociais se reuniram para sistematizar os conteúdos temáticos para a V CMSANS – Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Porto Alegre

Grupos realizam sistematização de propostas para serem apresentadas na Conferência. (Foto: Banco de Imagens/NZ)

Grupos realizam sistematização de propostas para serem apresentadas na Conferência. (Foto: Banco de Imagens/NZ)

 

Por Juarez Ribeiro

Entidades do movimento popular estiveram  reunidas na tarde de segunda-feira, 25 de maio, na sede do SINDISERF – Sindicato dos Servidores Federais do RS,  em encontro preparatório para a V CMSANS – Conferência Municipal de  Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, que será realizada pela Prefeitura  Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria de Direitos Humanos e a COSANS – Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional  Sustentável. O encontro contou com a presença da Secretária Adjunta do Povo Negro Elisete Moretto e de Juracema Daltoé – SISAN/UFSC. Teve como palestrante e condutor dos trabalhos Irio Luiz Conti,  docente do Programa de Desenvolvimento Rural da UFRGS e Conselheiro do CONSEA Nacional.

A Conferência Municipal de 2015 terá como tema: “Comida de Verdade no Campo e na Cidade: por direitos e soberania alimentar”. O encontro preparatório foi realizado para trabalhar a temática dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana, quilombolas e povo negro de Porto Alegre, propôs sistematizações em grupos de trabalho, examinando a temática que será abordada na conferência, por meio de três eixos. O primeiro eixo abordou a Comida de verdade –  Avanços e obstáculos para a conquista da alimentação adequada e saudável e da soberania alimentar; o segundo eixo tratou das dinâmicas em curso, escolhas estratégicas e alcance das políticas públicas; o terceiro eixo trabalhou o fortalecimento do sistema nacional de segurança alimentar e nutricional (SISAN). Todas as questões debatidas servirão de sugestão colaborativa à Conferência.

Conforme Rejane Fontoura, Primeira Secretária do Conselho Municipal De Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável –  COMSANS, essa dinâmica do encontro temático preparatório, permitirá a apropriação dos participantes em relação aos temas a serem discutidos, possibilitando terem maior clareza em suas propostas e encaminhamentos na Conferência que será realizada nos dias 26 e 27 de junho, às 19h, no Plenário Otávio Rocha, da Câmara Municipal de Vereadores.

Origem do Sans

O Sisan foi criado por meio da lei federal 11.346, também conhecida como Lei Orgânica de Segurança Alimentar (Losan) e tem por objetivos formular e implementar políticas e planos de segurança alimentar e nutricional, estimular a integração dos esforços entre governo e sociedade civil e promover o acompanhamento, o monitoramento e a avaliação da segurança alimentar e nutricional no país.

A lei municipal 577/2007 regulamenta e cria o Sistema de Segurança Alimentar composto pela Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, pelas Micro redes e pela Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável e é o ponto de partida para que, com a adesão ao (Sisan), Porto Alegre se qualifique a receber recursos federais destinados aos projetos na área de segurança alimentar e nutricional.

A política pública de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Sans) é resultado de uma série de articulações sociais que resultaram na criação do Sisan, na Política Nacional de Segurança Alimentar e no Plano Nacional de Segurança Alimentar. Porto Alegre institucionalizou a Sans em 2005 e trabalha em conjunto com a população em vulnerabilidade social, público do Bolsa Família, comunidades tradicionais, quilombolas e indígenas. Constitui-se de três projetos básicos: educação nutricional, cozinhas comunitárias (24 unidades, 20 em funcionamento) e o Programa de Aquisição de Alimentos. Atende em torno de 18 mil pessoas por mês.

Informações: (51) 3289-4956 e-mail: rejanebf@fasc.prefpoa.com.br

Todas Notícias

19/06/2017 - Vagas Esgotadas
06/06/2017 - SINURGS 35 anos!
23/05/2017 - ATENÇÃO!
23/03/2017 - NOTA PÚBLICA
06/02/2017 - Formandos FGS 2016/2
20/01/2017 - Formandas IPA 2016/2
20/01/2017 - Formandas UCS 2016/2
20/01/2017 - Formandas CNEC 2016/2
26/09/2016 - NOTA PÚBLICA
14/09/2016 - I CONSULBAC
20/06/2016 - Campanha Salarial 2016
28/12/2015 - NOTA PÚBLICA - CNPL
23/12/2015 - Feliz Natal
15/12/2015 - I CONSULBAC
30/07/2015 - Sinurgs informa:
DELEGACIAS REGIONAIS